A AIIC é uma associação profissional aberta e representativa

Nem todos os intérpretes de conferência são membros da Associação. As razões para tal são provavelmente tão variadas como as razões para aderir. Nós, no entanto e enquanto membros, consideramos que existem vantagens em nos agruparmos e que a existência duma Associação Mundial de intérpretes de conferência independentes/freelance e efectivos merece que se pondere a questão da adesão. Eis aqui o nosso ponto de vista.

AIIC – quem somos

A Associação Internacional dos Intérpretes de Conferência - conhecida pela sigla AIIC - foi fundada em 1953 quando a profissão dava ainda os seus primeiros passos. Hoje reúne para cima de 2900 membros em mais de 100 países e dispõe dum Secretariado Executivo a tempo inteiro em Genebra. Os candidatos que se propõem aderir comprometem-se a respeitar o Código de Ética da AIIC e as Normas Profissionais a ele associadas. Ambos estão no cerne do nosso esforço colectivo em promover profissionalismo e qualidade.

A nossa profissão é internacional por natureza. O exercício da profissão ultrapassa as fronteiras de cada país. Portanto faz mais sentido para nós que a profissão se organise numa associação de adesão individual no plano internacional em vez desta se constituir como uma federação de associações nacionais. O local das conferências não é escolhido consoante o local de residência dos intérpretes. No nosso caso é a oferta que acompanha a procura e não o inverso. A AIIC está presente no mundo inteiro. Os intérpretes AIIC residentes numa determinada região agrupam-se nessa região. A partir do momento em que se é membro, esse estatuto acompanha-o para onde quer que vá: não se perde a qualidade de membro por se mudar de região.

A AIIC está também organisada por sectores. Temos um sector de  Acordos Colectivos Institucionais que reúne os intérpretes que trabalham em regime freelance para as maiores organisações internacionais com as quais negociamos Acordos Colectivos desde há largos anos. Temos um Sector Mercado Privado constituído por todos os intérpretes independentes/freelance e intépretes-consultores/recrutadores - membros da AIIC - que trabalham para todos os outros clientes. E temos a  Comissão de Permanentes que reúne todos aqueles que são funcionários efectivos de organismos nacionais ou internacionais.

Os Princípios e as Normas da AIIC

A AIIC reconhece que a interpretação de qualidade não depende apenas dos conhecimentos e competências do indivíduo. As condições que envolvem o exercício do nosso trabalho, o espírito de colegialidade duma profissão onde raramente trabalhamos sozinhos e a qualidade do equipamento de interpretação simultânea num campo muito dependente da tecnologia são alguns dos elementos que afectam o nosso desempenho. Numa visão de mais longo prazo, estes elementos adquirem maior preponderância. É ou não é verdade que todos nós aspiramos a uma carreira longa e produtiva?

Tal como já referimos, o Código de Ética da AIIC e as suas Normas Profissionais são a espinha dorsal da nossa visão para uma carreira profissional de qualidade, produtiva e duradoura. Nos Acordos Colectivos celebrados com as grandes Organisações Internacionais, e que se aplicam a todos os intérpretes membros ou não da AIIC, estão incorporadas essas normas universais para além de factores específicos a cada uma das Instituições em causa.

Os grupos e os projectos da AIIC têm por objectivo pesquisar e aprofundar o conhecimento sobre a profissão, através:

Muitos dos membros da AIIC são simultaneamente intérpretes-consultores/recrutadores empenhados na organisação de equipas de intérpretes para uma grande diversidade de clientes. Certos requisitos como a experiência, o bom senso, qualidades inter-pessoais, seriedade comercial e sólidos conhecimentos das questões técnicas e jurídicas são indispensáveis. A AIIC presta assistência aos membros que enveredam por esse caminho fomentando a partilha da informação.

Porque é que é importante ser-se membro da AIIC

Na ausência de qualquer reconhecimento formal da nossa profissão, a AIIC tornou-se a principal referência  no que respeita às condições de trabalho  e às normas técnicas  necessárias para garantir qualidade e salvaguardar a saúde assim como em relação aos elementos indispensáveis à sólida formação das gerações vindouras. O principal objectivo é o de assegurar a melhor prestação possível  a quem recorre aos intérpretes, e criar as condições de exercício da profissão que contribuam para carreiras bem sucedidas  e duradouras.

Todos nós passámos por situações difíceis. E apesar de querermos trabalhar o máximo possível, fazer demasiadas cedências nas condições de trabalho pode prejudicar-nos a longo prazo. A não ser que esteja ciente das armadilhas potenciais - para as poder prevenir e evitar - pode correr sérios riscos:

  • Dar consigo sozinho/a em cabina (sem ajuda e sem quem o/a substitua);
  • Esperarem de si que trabalhe de e/ou para línguas que não fazem parte da sua combinação linguística;
  • Não haver isolamento acústico da cabina - ou nem haver cabina;
  • As cabinas darem para uma parede e só haver um monitor de televisão para as 5 cabinas;
  • Não haver técnico a controlar o equipamento e a qualidade do som.

Infelizmente, a lista não fica por aqui. A probabilidade de ocorrerem problemas é grande se não estivermos prevenidos. O que nos leva de novo à AIIC: tentamos evitar estes riscos através do estabelecimento de normas técnicas adequadas, de linhas de orientação, e trocando informações sobre as práticas mais recomendáveis para todos os intervenientes no campo da indústria das conferências.

Como aderir

Aderir à AIIC revela o empenhamento de cada um na carreira que escolheu, associando-o a um grupo de colegas que agem solidariamente. Qualquer que seja o seu domicílio, haverá membros da AIIC perto de si. Os membros da AIIC duma mesma região estabelecem relações com outras organisações que representam os intérpretes no plano nacional (associações de tradutores e intérpretes, sindicatos, etc.). Muitos de vós conhecerão já colegas que são membros da AIIC.

A adesão à AIIC  passa por um procedimento de apreciação da candidatura por parte dum órgão colegial - candidatura apadrinhada por quem trabalha consigo. Os requisitos necessários e o formulário de candidatura estão em linha no nosso site. Sugerimos que se familiarize com a adesão à AIIC através do guia do candidato: Applying to AIIC: a Primer onde encontrará exemplos práticos e outros conselhos.

Referências pertinentes:

Se o desejar, entre em contacto connosco. As suas observações ou perguntas interessam-nos.


Recommended citation format:
VEGA Network. "A AIIC é uma associação profissional aberta e representativa". aiic.net January 25, 2005. Accessed December 15, 2017. <http://aiic.net/p/2029>.



Message board

Comments 1

The most recent comments are on top

Andre Shikongo

   

I live in namibia, I have registered a business. we want to have a group of freelance & consultant interpreters.. still getting it off the ground though. how will being a member of AIIC benefit me or any advice you have for me?

Total likes: 0 0 | 0